A condição de sobrevivência de milhares de famílias brasileiras estão cada vez mais caras, em uma pesquisa simples você pode encontrar o preço médio de itens básicos para reprodução da vida como aluguel, cesta básica, gás de cozinha e remédios – importante destacar a característica de sobrevivência e não de vida com dignidade – quase 105 milhões de pessoas têm menos de R$ 15 por dia para satisfazer todas as suas necessidades básicas, menos de 1 salário mínimo, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Veja como a conta de mais de 50% da população brasileira não fecha:

Aluguel – O preço médio do metro quadrado no Brasil é de R$ 30,64, ou seja, para morar em 15m² teria que desembolsar em média R$450,00. Fonte: Índice FipeZap

Cesta Básica – O preço médio da cesta na capital sul-mato-grossense, Campo Grande é de R$ 551,58 segundo a Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos (fevereiro de 2021- Dieese), em tempo de trabalho esse valor é convertido para 110 horas e 36 minutos.

Gás de Cozinha – (jun 2021) Sofreu reajuste de 5,9% nas distribuidoras, passando para R$ 3,40 por quilograma (kg), o preço tem variáveis chegando a custar mais de R$ 100,00. Fonte: Petrobrás.

Remédios – O gasto médio entre os que fazem uso de medicamentos contínuos é de R$ 138,32 por mês, mesmo com a opção de uso de medicamentos genéricos, esse valor é correspondente a 12,6% do valor do salário mínimo (CNDL e SPC).

Sem contar outros itens de primeira necessidade – Roupas, acesso a cultura e lazer – a conta já não fecha, sendo necessário a utilização de cartão de crédito ou cheque especial, e no final quem ganha com os juros altíssimos são os grandes bancos, R$ 61,6 bi em 2020.

Você é capaz de olhar e ver a realidade além do seu umbigo? de milhares que passam fome? Então você tem motivos para estar no #24J e prestar a sua solidariedade para a construção de um Brasil melhor para todas as pessoas.

Confira as cidades no Mato Grosso do Sul que terão atos presenciais pelo #ForaBolsonaro

Aquidauana • Passeata Praça dos Estudantes | 09h
Jardim • Praça do Encontro (Calçadão Central) | 09h30
Campo Grande • Praça do Rádio | 09h
Dourados • Praça Antônio João | 09h
Corumbá • Praça da Independência | 09h
Três Lagoas • Entrada da Feira NOB | 08h30
Nova Andradina • Praça do Museu | 09h
Ponta Porã • Minhocão (Antiga Praça Lício Borralho) | 8h

426 atos estão confirmados para este sábado, em 405 cidades de 15 países pelo Fora Bolsonaro,

#24j #24jforabolsonaro #24jpovonasruas #24jpovonasruascontrabolsonaro